Você se sente capaz?

Com certa frequência ouvimos esta pergunta sobre nós, isso quando nós mesmos duvidamos de nossa capacidade em realizar alguma coisa, ou seja, duvidamos de nós mesmos.

Perdemos a confiança em nossa capacidade se conseguiremos um bom trabalho, se vamos conseguir passar naquele concurso desejado, se conseguiremos aquele relacionamento que tanto sonhamos, se vamos atingir as metas e objetivos aos quais determinamos?

Algumas pessoas sentem que são capazes para atingir suas metas para determinadas situações, como cozinhar muito bem um determinado prato, mas não conseguem por exemplo aprender a pintar um quadro.

A crença em nossa capacidade de realizar uma determinada tarefa foi definida por Bandura (1977) como autoeficácia.

Às vezes alguém pode inclusive até pensar que não é capaz de realizar algo, mas que na verdade, consegue.

A autoeficácia possui dois componentes principais: as expectativas de resultados, onde estabelece os objetivos e examina o que é necessário fazer para alcançá-lo e expectativas e eficácia, onde avalia se é capaz de realizar essas ações para atingir este objetivo que definiu para si mesmo.

Uma pessoa autoeficaz geralmente é bem-sucedido ao atingir o que deseja e tem sua autoeficácia fortalecida pelos resultados.

O melhor de tudo que é possível desenvolver a autoeficácia. Ela tem uma relação positiva entre a autoestima e o otimismo, que também poderão ser trabalhadas e desenvolvidas.

Juntas formam uma escala ascendente de experiências de emoções e desenvolvimento de nossos potenciais favorecendo a autodescoberta e empoderamento pessoal e profissional.

Fonte: Livro de Avaliação em Psicologia Positiva (Pacico, Ferraz & Hutz).

Gostou?! Ajude-nos a compartilhar...

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

Leia também...

Faça seu comentário

WhatsApp chat