Como vencer o medo que te paralisa?

Por que tens tanto medo?

Primeiro eu preciso te dizer que o medo é uma emoção básica e necessária para sua sobrevivência.  É um impulso, geralmente desqualificado pelos seres humanos, pois é muito comum nos referirmos a ele como um impulso negativo, ou até mesmo como uma falha grave ou defeito nas pessoas.

Com ele aprende-se a ter limite, mas ele precisa ser eliminado ou superado, quando se torna patológico.

O medo primordial é o do abandono, inerente a todos os seres humanos, é real, porque nenhuma criança sobreviveria se fosse abandonada. No entanto é possível diminuir a intensidade desta emoção à medida que nos sentimos amados e seguros em nossas relações desde a nossa infância.

Também existe o medo de ser rejeitado, este pode ser considerado como parte integrante do medo do abandono. Quase todos os medos se relacionam ao medo da morte, que faz sentido e que é o resultado se formos abandonados quando crianças.

Morte, medo, abandono e rejeição são manifestações de vulnerabilidade e descontrole.

É fato, mas temos medo do que não podemos controlar, sentimos medo também do que não conhecemos.

O medo é quase sempre sinônimo de insegurança, como sentir segurança no mundo que foge do nosso controle? Como evitar o medo num mundo tão cheio de dor?

É semelhante a dor, faz parte da vida, mas o medo em sentir medo pode resultar em negação da própria vida, sem riscos, sem descobertas, sem desafios nem crescimento.

O medo patológico produz um círculo vicioso capaz de paralisar nossas ações. 

Perda de segurança = medo

Medo = a insegurança

Insegurança = a perda de controle

Perda de controle = perda de segurança

Assim o medo de sentir medo pode produzir exatamente os resultados que tentamos evitar.

 Ter coragem não pode ser definida como falta de medo, ao invés disso, ter coragem significa agir apesar do medo, paradoxalmente, quanto mais agirmos, apesar do medo, menos medo sentiremos e quanto menos agirmos, por causa do medo, mais poder ele terá sobre nós e assim mais paralisados ficamos.

O medo é um sentimento humano e não significa fraqueza, o medo que você tem é um sentimento e reflete seu comportamento.

Comece a mudar sua relação ao medo que sente, assuma e aceite sem criticá-lo, seja amoroso consigo mesmo, permita-se encarar suas dificuldades.

Faça o que deve ser feito, saiba que ao enfrentar as adversidades da vida você estará desenvolvendo maior senso de autoconfiança e autoestima.

Sair do conforto de sua própria dor será seu ato de coragem, digno de um verdadeiro herói.

Resultado de imagem para mihaly csikszentmihalyi

A psicologia positiva, através dos estudos do psicólogo PhD Mihaly Csikszentmihalyi, apontam que quando identificamos o que nos dá sentido e prazer de forma criativa e desafiadora, seremos capazes de perder a noção do tempo. A isso chamamos de flow, um estado de viver uma experiência ótima. Essa seria uma maneira eficaz para vencer suas barreiras desta emoção que nos assombra(medo).

E como podemos controlar o desconhecido?

Nada mais produtivo que usar seu próprio potencial, ou seja, aquilo que você tem de bom, seus talentos, suas forças e habilidades pessoais.

Outro ponto que te ajudará a vencer o medo é ajudar outras pessoas. Dar apoio a quem passa por uma situação difícil traz benefícios tanto para quem ajuda quanto para quem recebe.

Resultado de imagem para generosidadeAo estender a “mão” além de sair de sua zona de conforto, você também se sentirá mais motivado e autoconfiante.

Gostou desse artigo? Compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin
Share on whatsapp
WhatsAppp

Deixe um comentário