Num momento de reflexão resolvi escrever brevemente algumas linhas sobre a felicidade virtual, e convidar você para refletir sobre a qualidade de nossas relações reais x virtuais.
A cada dia que passa o ser humano está com uma necessidade cada vez maior de postar felicidade, alegria e bem-estar nas redes sociais e ao mesmo tempo percebo um número crescente de pessoas que se sentem infelizes, não satisfeitas com suas vidas e tristes por ainda não terem alguém real para  compartilhar momentos sublimes em suas vidas.


A impressão que tenho é que estamos numa era de telefones inteligentes e de pessoas que estão ficando alienadas. Digo alienadas porque optaram por uma vida um tanto artificial, onde ficam uma boa parte do tempo conectados esperando “likes” de curtidas para suas fotos, seu belo final de semana, sua comida favorita, mas me pergunto, estas postagens constantes em redes sociais mostram nossa verdadeira felicidade? Espero sinceramente que sim.
Você percebe que algumas pessoas estão se isolando cada vez mais dando preferência por ficar do lado de cá do computador se relacionando de forma superficial nesta sociedade virtual?
Mas a boa notícia é que é possível modificar alguns destes padrões de comportamentos em benefício da qualidade na nossa vida. É desafiador, mas é possível.
Vamos nos desafiar, estar no momento presente, ter verdadeiros “likes” 
de felicidade podendo dar um bom dia, ajudar alguém que esteja precisando, fazendo a diferença para si e para o outro.
Curtir momentos e experiências mágicas com amigos, jantas e festas reais onde podemos nos dedicar em ser alguém para alguém sem a cruel necessidade de estar sempre vendendo uma imagem nas mídias virtuais.
Quando conectados de forma exagerada, temos a sensação de integração, de companheirismo comunitário, sentimento de inclusão, mas quando deixamos estes aparelhos “inteligentes” vemos um mundo de confusão onde somos escravos da tecnologia que dominamos, um mundo da autoimagem, autopromoção e do autointeresse.
Estamos deixando de fora nossa melhor parte que é viver a emoção do momento!
Vamos compartilhar com quem está ali com a gente vivendo esta experiência fantástica, desfrutando o verdadeiro SER.

Estejamos presentes, junto aos amigos, familiares, colegas de trabalho e veremos uma verdadeira revolução em nossas relações, experimente! 

Psicólogo Rafael Garcia Oliveira